Mês: Novembro 2015

Tutorar o tomate e a relevância do fruto

A importância de tutorar o tomate

Com a grande importância que tem o tomate no ponto de vista econômico e social no país, pelo volume da produção e geração de empregos, devemos cultivar esta hortaliça da melhor maneira possível e uma das opções é tutorar o tomate. O tomate é cultivado no mundo todo, sendo China, Estados Unidos e Índia os principais produtores.

 

O Brasil é o oitavo maior produtor com cerca de 63 mil hectares cultivados e produção que atinge a 3,5 milhões de toneladas, o que significa uma média de 56 t/ha. Embora cultivado em todos os estados do país em maior ou menor escala, os principais produtores são Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Bahia e Rio de Janeiro.

 

A produção global do tomate duplicou nos últimos 20 anos. Um dos principais fatores para a expansão da cultura é o crescimento do consumo. Entre 1983/85 e 2003/05, a produção mundial per capita de tomate cresceu cerca de 36%, passando de 14 kg por pessoa por ano para 19 kg, de acordo com dados da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO/ONU).

 

Da produção total do país, 70% do volume são destinados ao mercado para consumo ao natural e o restante são matéria prima para industrialização, com os quais são elaborados diversos produtos, tais como estratos, pastas, molhos e outros derivados. É necessário ressaltar que os cultivos de tomate para mercado são diferentes daquelas para industrialização, tanto no que se refere à planta quanto ao fruto e sistemas de cultivo. O cultivo do tomateiro quando a produção é destinada ao comércio do natural, ou seja, mercado para mesa a produção é feito pelo sistema tutorado, e o não tutorado, para a produção de tomates para industrialização.

 

Para tutorar o tomate são utilizados diferentes métodos de cultivo, podem ser plantas de crescimento indeterminado ou semi-determinado, para evitar que elas se desenvolvam em contato com a terra e, assim, minimizar os problemas com doenças nas folhas e frutos. No cultivo tutorado as plantas podem ser conduzidas na malha para tomate.

 

O tomateiro é uma planta com ampla capacidade de adaptação às diferentes condições de clima. Embora as condições mais favoráveis de temperatura estejam na faixa de 18 a 25ºC, tolera de 13 a 30ºC. Temperaturas inferiores a 13ºC retardam o crescimento, enquanto que acima de 35ºC afetam a frutificação e o desenvolvimento dos frutos.

 

Dentre as doenças mais importantes destacam-se a causada pela Erwinia, que provoca o murchamento e morte da planta, e a murcha bacteriana, causada pela Ralstonia, que também causa o murchamento e morte. As viroses, por seu lado, afetam o desenvolvimento vegetativo e atacam a produção na fase inicial do cultivo. Os nematóides também afetam o crescimento por atacarem o sistema radicular. Utilizar a malha para tutoramento HORTOMALLAS para tutorar o tomate, é uma grande aliada na diminuição de fitopatógenos que podem ser transmitidos pelas mãos dos empregados porque com o uso da malha não é necessário tanta mão de obra como os antigos sistemas de tutoramento. Pelo simples fato de o empregado estar com as mãos sujas de tabaco ou ter contato com uma planta contaminada, ao entrar em contato com uma planta saudável pode contaminar-la.

 

Por meio do sistema para tutorar o tomate e o uso da malha para tutoramento HORTOMALLAS os tomateiros se mantém em posição ereta, reduzindo o contato das folhas e frutos com o solo. Assim, a planta desenvolve-se em melhores condições fitossanitárias, o que prolonga o período de produção, aumenta a quantidade de frutos e melhora sua qualidade.